• menu1
08/05/2017 15h46 - Atualizado em 08/05/2017 15h46
UEPA inaugura biotério Luiz Carlos de Lima Silveira. Construção teve o apoio da FADESP.
Da Redação
Portal FADESP
A-A+ Tamanho da Letra
Ampliar imagem
UEPA inaugura biotério Luiz Carlos de Lima Silveira. Construção teve o apoio da FADESP.
Ampliar imagem
Ampliar imagem
Ampliar imagem
Ampliar imagem
Ampliar imagem
Ampliar imagem

O Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS) da Universidade do Estado do Pará (UEPA) agora conta com o Biotério Luiz Carlos de Lima Silveira. O espaço abrigará animais que atendem as pesquisas de experimentação realizadas pela instituição. A obra seguiu todos os requisitos técnicos e teve o apoio da FADESP.

O Biotério inaugurado no dia 04 deste mês abrigará espécies de coelhos e roedores utilizados nas atividades de pesquisa e ensino da UEPA. A área de 285 metros quadrados reúne cinco salas construídas para garantir o bem-estar dos animais e atender as normas regulatórias específicas de biossegurança e bioética.

O diretor da FADESP, professor Fernando Arthur Neves, observa que o biotério é fundamental nas pesquisas das áreas de Ciências Biológicas e Naturais e, como parte da execução da obra, a Fundação se credencia cada vez mais para continuar a cooperação com as universidades e demais instituições parceiras.

Citada na placa comemorativa, a analista da Fundação responsável pelo projeto de apoio à obra, Rosilene Paracampos, também destacou o reconhecimento do trabalho desempenhado em apoio às instituições de ensino e pesquisa.

O projeto previu o acompanhamento da execução da obra pela Fundação. Ano passado, outras cinco obras também integraram projetos para a construção de espaços em apoio à UFPA e à UNIFESSPA, como o Laboratório de Infraestrutura de Transporte Ferroviário da Amazônia - AMAZONFERR - I Fase.

Homenagem a cientista paraense - O espaço recebeu o nome "Luiz Carlos de Lima Silveira", uma homenagem ao professor da UFPA que contribuiu para fomentar os grupos de pesquisa no Núcleo de Medicina Tropical da instituição, com reconhecimento internacional na área de neurociência.

Parte da história foi lembrada na inauguração que contou com a presença da viúva de Luiz Carlos Silveira, Regina Ataíde, e da mãe dele, Tereza Silveira. O professor foi membro titular da Academia Brasileira de Ciências e também agraciado com a Ordem Nacional do Mérito Científico pelo Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), grau Comendador.

"O trabalho do professor Luiz Carlos ultrapassa os muros da UFPA e vai além dos limites do estado e do país. O legado dele não pode ser mensurado, só a história no futuro nos dará ideia do que foi construído por ele. Estou muito feliz com a entrega deste espaço que irá alavancar a pesquisa experimental na UEPA", afirmou o reitor da UEPA, professor Juarez Quaresma.

O secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica, Alex Bolonha Fiúza de Melo, também lembrou que "as instituições coletivas serão sempre maiores do que os indivíduos, mas há indivíduos sem os quais as instituições não existiriam. Eles são instituições das instituições. O Luiz Carlos era um deles".