• menu1
20/03/2017 14h35 - Atualizado em 20/03/2017 14h35
Prefeita e vereadores do Acará (PA) conhecem produtos e serviços da FADESP para melhorar a gestão.
Da Redação
Portal FADESP
A-A+ Tamanho da Letra
Ampliar imagem
Prefeita e vereadores do Acará (PA) conhecem produtos e serviços da FADESP para melhorar a gestão.

A prefeita de Acará (PA), Amanda Oliveira, e os vereadores Iran Pereira e Anderson Clayton iniciaram conversa com a FADESP para parceria que pode resgatar a história do município através de livro e museu. A experiência acumulada pela Fundação também pode ajudar na melhoria da gestão municipal através da elaboração do Plano Diretor e de ações voltadas a problemas históricos como déficit habitacional.

Algumas das possibilidades foram tratadas em reunião realizada na manhã desta segunda-feira, 20, na sede da Fundação, em Belém, entre a prefeita, os vereadores e o diretor da FADESP, professor Fernando Arthur Neves. O foco da conversa foi a utilização de ferramentas que possam otimizar a gestão e os serviços no município.

Neste primeiro contato, o diretor apontou produtos e serviços voltados ao poder público que são disponibilizados pela Fundação a partir da sua experiência consolidada. Entre eles estão a elaboração de Plano Diretor, Plano de Gestão e de Gestão de Recursos Humanos.

A expectativa é que a parceria ajude a prefeitura a administrar os recursos públicos de maneira mais eficiente. A partir da gestão dos processos administrativos, por exemplo, é possível deixar o município em condições de acessar recursos federais para a área habitacional.

Esse foi o objetivo de projeto apoiado pela FADESP em 2012 que realizou a "Capacitação e apoio à elaboração de Planos Locais de Habitação de Interesse Social, na modalidade PLHIS Simplificado", ajudando 20 municípios do Pará a elaboraram seus Planos Locais de Habitação de Interesse Social (PLHIS) e regularizem a documentação necessária aos investimentos em moradia.

No caso de Acará, de imediato, a parceria poderá gerar um livro sobre a história do município que tem quase 300 anos e é referência para estudos sobre a Cabanagem. Alguns dos fatos marcantes foram o refúgio dado a Batista Campos e a prisão de Eduardo Angelim. Da antiga Vila de São José do Acará também saíram líderes do movimento cabano.

A expectativa da administradora é que a história seja resgatada e preservada não só em livro, mas também no "Museu do São José", espaço que, se for criado, poderá abrigar, ainda, um centro educacional.