• menu1
09/09/2016 10h17 - Atualizado em 09/09/2016 10h17
Fadesp desenvolve softwares para agilizar serviços de cadastro e recuperação de crédito na Cosanpa.
Da Redação
Portal FADESP
A-A+ Tamanho da Letra
Ampliar imagem
Softwares desenvolvidos pela Fadesp agilizarão serviços na Cosanpa
Ampliar imagem
Presidente da Cosanpa Luciano Dias
Ampliar imagem
Diretor executivo da Fadesp Sinfronio Brito
Ampliar imagem
Os gestores da Cosanpa e Fadesp

Em outubro, a Companhia de Saneamento do Estado (Cosanpa) prevê o lançamento do programa de cadastro e de recadastramento a partir da atualização do GSAN - software livre, disponibilizado gratuitamente pelo Ministério das Cidades às companhias de saneamento do país, e que no Pará é desenvolvido pela Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (FADESP).

O programa começa inicialmente pelo município de Santarém e depois será estendido a outras cidades.

O software foi aprimorado para transmitir em tempo real à companhia, as informações coletadas durante as visitas técnicas nas residências dos clientes.

Com isso, a Cosanpa espera aumentar a arrecadação estadual, informa o presidente da companhia Luciano Dias.

Outro programa a ser lançado a partir da modernização do parque tecnológico da companhia de saneamento é o de recuperação de crédito a clientes inadimplentes.

Ele oferecerá descontos de até 90% a clientes em débitos há mais de 10 anos, por exemplo. O software vai agilizar a conversão dos cálculos dos descontos a serem concedidos. Tornando o serviço e a negociação mais ágil entre a companhia e o cliente.

A previsão, segundo o diretor de Mercado da Cosanpa João Hugo Barral, é que o programa seja implantado em cerca de 53 dias.

O GSAN está em funcionamento desde 2009 no Pará, e as adaptações do sistema à realidade da Cosanpa são feitas pela FADESP. Entre os serviços já desenvolvidos no software, está a leitura do hidrômetro com impressão simultânea da conta através de aparelho medidor.
O que coloca a Cosanpa, segundo Luciano Dias, dentre as companhias de abastecimento que mais inova no país.
A modernização do parque tecnológico da companhia de saneamento do estado iniciou em 2009, e desde esta época as adaptações do sistema à realidade do órgão são feitas pela FADESP. Entre os serviços já desenvolvidos no software, está a leitura do hidrômetro com impressão simultânea da conta através de aparelho medidor, afirma o diretor executivo da fundação Sinfronio Brito.
Os últimos ajustes para a implantação dos softwares no órgão estadual foram acertados nesta quinta-feira (08) em uma reunião na sede da Fadesp, no Campus da UFPA no Guamá, em Belém, entre os dirigentes das duas instituições e equipe técnica.