• menu1
19/08/2015 15h1 - Atualizado em 19/08/2015 15h1
Lançados Prêmios Santander Universidades 2015 de estímulo à pesquisa, inovação e empreendedorismo
Da Redação
Portal FADESP
A-A+ Tamanho da Letra
Ampliar imagem
Lançados Prêmios Santander Universidades 2015 de estímulo à pesquisa, inovação e empreendedorismo
Ampliar imagem
Alexsandro Lima, responsável pela premiação no Norte e Nordeste, fala com a platéia.
Ampliar imagem
Olga de Oliva, representante da Pró-Reitoria de Relações Internacionais (Prointer) da UFPA.
Ampliar imagem
Bernadete de Oliveira, responsável pelo projeto Mobilidade Santander na UFPA
Ampliar imagem
Professor do Cesupa, Rafael Boulhosa, falou de sua experiência como premiado em outras edições.
Ampliar imagem
Representantes das universidades responsáveis pela divulgação da premiação nas instituições.
Ampliar imagem
Todos reunidos após compromisso de incentivar as inscrições como forma de estímulo à melhoria acadêmica.

A representação regional do banco Santander reuniu, ontem, representantes de Instituições de Ensino Superior (IES) instaladas no Pará para lançar a 11 edição do "Prêmios Santander Universidades 2015". As premiações reúnem mais de R$ 300 mil como estímulo à pesquisa, inovação e empreendedorismo.

O lançamento foi realizado na sede da Superintendência Regional do Santander em Belém e reuniu representantes da Universidade Federal do Pará (UFPA), Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA), Universidade da Amazônia (Unama), Centro Universitário do Pará (Cesupa) e FAMAZ.

Segundo o Alexsandro Lima, responsável pela Gestão de Convênios e Projetos Especiais - Rede Centro-Oeste Norte do Santander Universidadesa, a expectativa é que os representantes das IES estimulem a participação de seus professores e alunos na premiação. Ele mostrou números que apontam o predomínio de inscrições de outras regiões do Brasil e advertiu que os prêmios não se traduzem apenas em dinheiro.

Para a instituição bancária, os efeitos gerados pela competição são bem maiores porque estimulam os professores a se envolverem em mais projetos científicos, despertam os estudantes a desenvolverem idéias e ajudam as universidades a melhorarem seus desempenhos.

Lima observou que projetos inovadores já premiados se tornaram produtos e transformaram os estudantes em empreendedores e as instituições, em referências. "A premiação eleva o nome do aluno, do professor e da universidade. Dependendo do meio, as indústrias podem comprar a ideia", reforçou.

O gerente comercial do Santander, Alexandre Abdon, disse que a premiação é estimulada não só no Brasil, como na Espanha. "Apostamos nas universidades. Nelas estão nossos futuros médicos, engenheiros...", destacou.

Em dez edições, a premiação já reuniu 66.142 inscrições, 140 vencedores e R$ 9 milhões distribuídos. Ano passado, foram mais de 20 mil inscrições e a expectativa da organização é aumentar essa marca. Os interessados devem se inscrever até o dia 17 de setembro.

São três premiações. Uma é o Prêmio Santander Ciência e Inovação (R$ 100 mil), com destaque para os Agronegócios na categoria de Biotecnologia. Outro é Santander Empreendedorismo (R$ 100 mil, mais uma bolsa na Babson College), sendo que um dos cinco premiados será o melhor projeto de Soluções em Meios de Pagamento. O terceiro é o Guia do Estudante, com destaques para apoio ao aluno, captação de recursos, empregabilidade e interdisciplinaridade.

Todos os detalhes no site www.santanderuniversidades.com.br/premios. Em nossa página, o link também ficará disponível na área de editais criada para ajudar os professores e demais pesquisadores a encontrarem editais de seleções públicas e premiações.