• menu1
10/03/2015 15h16 - Atualizado em 10/03/2015 15h16
IG da UFPA ganha Laboratório de Microanálise. Fadesp gerenciou compra de equipamentos.
Da Redação
Portal FADESP
A-A+ Tamanho da Letra
Ampliar imagem
Laboratório de Microanálise do Instituto de Geociências da UFPA é inaugurado. A FADESP gerenciou a aquisição de alguns equipamentos
Ampliar imagem
Diretor executivo da Fadesp, Sinfronio Brito
Ampliar imagem
Imagens gerais do público na cerimônia de inauguração do laboratório
Ampliar imagem
Equipamento do laboratório de Microscopia do IG
Ampliar imagem
Inaugurado o Laboratório de Microanálise do IG da UFPA. A Fadesp gerenciou a compra de equipamentos
Ampliar imagem
Equipamento do laboratório de Microscopia do IG

A Universidade Federal do Pará (UFPA) inaugurou nesta terça-feira, 10, o Laboratório de Microanálise do Instituto de Geociências (IG). Com três equipamentos: o Microscópio Eletrônico de Varredura LEO-ZEISS 1430, a Microssonda Eletrônica JEOL 8230 e o Microscópio de Varredura ZEISS SIGMA VP, o novo laboratório realiza a partir de agora, análise de minerais, sintéticos e orgânicos, inclusive vegetais, com maior precisão, colocando a universidade entre às principais instituições de pesquisa nessa área no norte do país.

O equipamento mais potente do laboratório, o Microscópio de Varredura LEO-ZEISS 1430 emite em 30 segundos uma análise clínica. Ele analisa, por exemplo, resíduos de pólvora só identificados com o uso das lentes de aumento do equipamento. A casca de pão francês, conhecido na região como pão careca, e a qualidade de uma broca ortodôntica, foram alguns estudos já feitos por ele.

O professor do IG, Roberto Dall"Agnol, abriu a cerimônia de inauguração do novo espaço, lembrando que a busca por um laboratório eficiente começou ainda na década de 1989 com a compra dos primeiros equipamentos de pesquisa. E que com estas novas aquisições,  a universidade dá um salto na qualidade das pesquisas não apenas na área de geociências como em outras áreas, entre elas, nutrição, elétrica, odontologia, biologia. Equipamentos, segundo o professor, que permitem estudos mais apurados ao ampliar, em alto grau, a imagem sem distorção. Ele citou o exemplo do Microscópio de Varredura (MEV-ITV), adquirido em parceria da universidade com o Instituto Tecnológico Vale (ITV).

O diretor executivo da ITV Vale Belém, Eugênio Melo, falou sobre a importância da relação parceira entre indústria e academia. Ele disse que um instituto não se sustenta sozinho e por isso, o ITV Vale Belém foi concebido para ter uma inter-relação com outras instituições, entre elas a UFPA.

Para o reitor da UFPA, Carlos Maneschy, como o IG tem uma função importante ao desenvolver diversos tipos de pesquisas, a universidade tem olhado de forma diferenciada para o laboratório. "Mesmo com as diferenças orçamentárias nós vamos garantir a atuação do laboratório, porque a universidade reconhece a ação do instituto em pesquisas importantes, levando também o conhecimento nos diversos cursos de pós-graduação e por estar na vanguarda entre parcerias de empresas e a universidade", afirma Maneschy.

Parceira do Instituto de Geociências, a FADESP, gerenciou a compra de alguns equipamentos do laboratório, através de projetos financiados pelo Fundo de Financiamento de Estudos de  Projetos e Programas (Finep). Entre eles, o equipamento MEV-IG, a microssonda e o mais recente, o segundo MEV-IG, comprado já em 2015 e previsto para ser entregue até agosto, com a instalação agendada para até dezembro deste ano. A  expectativa é que este novo equipamento já possa ser utilizado no primeiro semestre letivo de 2016 por alunos, pesquisadores e representantes de instituições parceiras.

Homenagem ao Roberto Dall"Agnol – em nome do corpo docente do IG, a professora Rosimeire Nascimento entregou uma placa de agradecimento às pesquisas realizadas pelo professor doutor Roberto Dall"Agnol e por seus esforços para a estruturação física dos laboratórios do Instituto de Geociências.